Acadêmicos exploram sons de cinema em oficina promovida pelo Curta-SE

No primeiro dia, os participantes receberam lições sobre a Música de Cinema, no dia seguinte aprenderam acerca da Linguagem dos Ruídos e, no terceiro e mais aguardando dia, foi a técnica “Foley” que prendeu a atenção dos alunos.

“Foley é a arte de dublar todos os ruídos que aparecem nos movimentos de um filme, como por exemplo, uma cadeira caindo”, explicou Roberto Strada, o professor da oficina. Desde maio viajando pelo Brasil com o workshop, Strada se mostrou satisfeito em apresentar sua oficina no Curta-SE. “Estou muito contente em encerrar minha turnê deste ano aqui em Aracaju”, enfatizou. Em 2017, 25 cidades brasileiras receberam a oficina.

foley_oficina

No workshop foram usados os mais inusitados objetos como pratos, panelas, caixas, raladores, tubos de aerosol, cebolas, chocalhos, entre outros, para reproduzir sons do filme Ratatouille. “Conheci a técnica na universidade, mas aqui no festival exploramos mais a parte prática e a criatividade da área sonora” disse Clara Cavalcante Bueno, 21, estudante de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Sergipe.

alunaclara

O acontecimento da oficina em Sergipe foi comemorado pela professora e pesquisadora Aline Lisboa. “Ainda tem pouca prática na área do som aqui no estado e é muito importante quando a gente vê os alunos tendo a possibilidade de poder aprender”, ressalta.
profalinelisboa

 Sui Generis

Este ano, o tema do Curta-SE é “Sui Generis”. O termo, que possui origem latina, significa “de seu próprio gênero”, ou seja, “único em seu gênero”. A expressão é utilizada como um adjetivo quando se refere a algo único, incomum ou particular e é justamente por conta disso que o Festival traz esse conceito em voga. Independente da origem, a escolha das temáticas abordadas nos festivais durantes esses 17 anos sempre desperta curiosidade.

Apoio

O Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe (Curta-SE) é uma realização da Casa Curta-SE em parceria com a AVBR Produções. O apoio é do Cinema Vitória, NET, Prefeitura Municipal de Aracaju e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); e apoio cultural do Conselho Estadual de Cultura de Sergipe, Fundo Estadual de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart) e Governo do Estado de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura.

A programação é ampla e segue até fevereiro de 2018, contemplando os mais diversos públicos. Mais informações, através do telefone (79) 3086-2831 ou pelo Facebook.

Por: Jéssica França
Fotos: Ascom Curta-SE
Share Button

Comentários

scroll to top