Segue a Nau Curta-Se !

“… Quem sabe o rumo se é tão grande o espaço?

Que importa do nauta o berço donde é filho, qual seu lar?”

Nossa bandeira universal  é o audiovisual.

Se algemas prendem-se em algumas correntes “-férrea, lúgubre serpente – nas roscas de uma linha tênue de escravidão

Astros! Noites! Tempestades! Varrei os mares, tufão!…

Quiçá, efeitos de um novo tempo renove o trilho colombino

Abrindo-se vagas por íris, Isis, Helenas, Marias, Renatas, Everlanes… Afrodite

Levante feminino, de um novo mundo,  empoderado!

O Curta-Se 18, celebra 18 anos! E em sua ação afirmativa, convoca o cinema feminino, negro, de gênero!

Salve a década Afrodescendente! Salve a liberdade!

Vida longa a nós!

 

* trechos extraídos do Poema O Navio Negreiro (Castro Alves)

 

curtase18_instagram-2

Share Button

Comentários

scroll to top